segunda-feira, 16 de março de 2009

O Tigre Branco


Há cerca de três semanas fui contactada pela Editorial Presença que, simpaticamente perguntou se a Academia estava interessada na recepção de um exemplar do livro que venceu o Man Booker Prize 2008 e que foi recentemente editado em Portugal, para posterior crítica literária.
Respondi afirmativamente e aguardei novas indicações. Entretanto, falei com a Cláudia M. para decidir quem leria o livro. Acabei por lê-lo eu. Recebi-o, faz hoje uma semana, e já o li!

Este é o romance de estreia de Aravind Adiga, nascido na Índia mas criado na Austrália e nos Estados Unidos. Só tendo algum conhecimento acerca do país, da sociedade, das pessoas, se tem bases e alicerces para escrever um livro tão transparente, revelador e envolvente.

Um livro que, no fundo, é carregado de seriedade mas cuja linguagem irónica e bem humorada o transformam num romance distinto.

Hoje em dia, a Índia, atrai o Ocidente como nunca o havia feito. O vencedor do Óscar de melhor filme "Quem quer ser milionário" retratou muito bem algumas vertentes desta sociedade: a pobreza extrema, a luta para conseguir comer e ter um emprego, a corrupção, as tradições, os fossos entre as classes sociais e tantas outras coisas que fazem parte de todos os outros países do mundo.

Não me coíbo de dizer que "O Tigre Branco" daria um grande filme! Sem dúvida, mereceu o Man Booker Prize.

O livro baseia-se na escrita de cartas de um pobre criado indiano ao Primeiro-Ministro chinês. Nelas, ele conta o seu percurso desde a infância até aos dias de hoje.
Fá-lo com toda a naturalidade do mundo, na esperança de explicar que a Índia é mais e, muitas vezes, menos do que aquilo que julgamos.


À medida que fui lendo fui anotando passagens que achei interessantes. Deixo aqui algumas, uma das quais faz alusão ao título do livro mas não revelo tudo:

«(...) A Índia é formada por dois países num só: uma Índia da luz, e uma Índia da Escuridão.»


«Sr. Jiabao, eu aconselho-o a não mergulhar no Ganges, a menos que queira ficar com a boca cheia de fezes, de palha, de bocados encharcados de cadáveres humanos, de carne putrefacta de búfalo, para além de sete tipos diferentes de ácidos industriais.»

«O inspector apontou-me directamente a bengala. - Tu, jovem, és um fulano inteligente, honesto e vivaz entre este magote de rufias e imbecis. Em qualquer selva, qual é o animal mais raro... a criatura que só aparece uma única vez em cada geração?»

«Resumindo - nos bons velhos tempos, havia mil castas e destinos na Índia. Hoje em dia, existem apenas duas castas: Homens de Barriga Grande e Homens de Barriga Pequena.
E apenas dois destinos: comer - ou ser comido.»

«Era verdade, ela fazia mesmo lembrar uma actriz que eu vira algures. Como a actriz se chamava é que não fazia ideia. Foi só quando fui para Bangalore e aprendi a aceder à Internet (em apenas duas rápidas sessões, note-se bem!) que encontrei a fotografia e o nome dela no Google.
Kim Basinger.»

«Os sonhos dos ricos e os sonhos dos pobres - nunca coincidem, pois não?
Está a ver , os pobres toda a vida sonham em ter o suficiente para comer e em ficar parecidos com os ricos. E os ricos, com que é que sonham?

Com perder peso e ficar parecidos com os pobres.»
«- Balram, põe a música do Sting outra vez a tocar. É a música que melhor se adequa aos engarrafamentos.»

Há uma passagem que descreve muito bem o percurso deste livro:

«(...) - como é criado, como supera os obstáculos, como se mantém orientado para os seus verdadeiros objectivos e como é recompensado com a medalha de ouro do êxito.»


Este é o primeiro livro que pertence a todos os sócios da Academia.
Espero que, um dia, possamos todos assiná-lo!

15 comentários:

Noémia disse...

Definitivamente a Índia está na moda.
Não conheço o livro,despertou-me interesse lê-lo e, a avaliar pela rapidez com que o leste, deve ser bem interessante.
Se for para circular, candidato-me desde já!

Cláudia M. disse...

Ameixinha, também fiquei entusiasmada com o teu comentário; pela tua descrição e citações, parece-me bastante interessante.
E tens razão no que me disseste, a Índia fascina-me, com todos os seus contrastes mas tb toda a sua imensa beleza.

Alcina disse...

Já li alguns livros Man booker prize e tenho gostado, também gostei da descrição deste feita pela ameixinha, mas livros sobre a india sempre que leio algum juro para nunca mais, não sei porquê!!
bjinhos

Natural Naturalmente disse...

Vim conhecer a Academia, gostei! A descrição da Ameixinha sobre o tigre branco, deixou-me interessada. bjinhos

Marcia

Isabel disse...

Fiquei com muita vontade de ler o livro. Sempre tive um fascínio pela cultura indiana e este já está na minha lista. Espero assiná-lo também!

cupido disse...

já disse o que pensava, num certo blogue-daqueles-que-têm-comentários-a-dar-cum-pau...

É muito bem (brindo a este projecto com um Vértice reserva em flute)

(parece que o Vian fica para depois, porque a Buika anda aos berros na sala e nem canta nada mal - as Mission estão todas contentes, lol)

ah, diz que a verificaçõe é mingspol (que te sugere?)

cupido disse...

pois e tal... sempre agressiva?

agora a berifikasõe é ressacya, lol

gód nute for you

ameixa seca disse...

Eu sou máaaa :) Ressacya já me sugere muita coisa. Sempre que vou ao teu blog saio de lá toda ressacada por não entender nadinha de vinhos!
Si yo tomorrou ;)

cupido disse...

lol. ainda não há aulas, mas era mesmo a ***** . dromide bem, mais logo tereis vian e buika a bater às portas da academia.


P.S. - e a buika está a preparar-se para entrar em grande estilo...)

ameixa seca disse...

Noémia, acho boa ideia o livro passar entre os membros interessados. Se a Cláudia tivesse recebido o dela (enviaram dois) seria ainda mais fácil de passar. Caso todos concordem o livro passará, tenho é que apagar algumas marcações que fiz a lápis :)
Cláudia M., não encontraste o livro na tua caixa de correio? Que pena! É mesmo um assunto que te interessa :)
Alcina, acho que este prémio foi bem entregue ;) Nunca li nada sobre a Índia mas gostei deste!
Márcia, obrigada pela visita e comentário :)
Isabel, eu ainda não "assassinei" o livro mas acho que seria boa ideia ter as nossas assinaturas ;)
Cupido, dar com um pau? Continuas brutoooo :) Mingspol não me sugere nadinha... e a ti que te sugere? Conta-me :) Estou para ver o que Vian e Buika vão fazer!!!

Cláudia M. disse...

Infelizmente nada de livro na minha caixa de correio! Ainda pensei que tivesse ficado um aviso para ir aos correios, mas nada... sniff

moonlight disse...

Ena...quanta honra, a Academia está a ficar famosa! ;) Gostei do que li sobre este livro, já está na lista de compras.

Saltapocinhas disse...

então e eu?
também terei direito??

ameixa seca disse...

Cláudia M, já avisei a senhora mas ela não me respondeu mais!
Moonlight, acho que é um dinheiro bem dado :)
Saltapocinhas, claro que sim :)

Diana disse...

Já o encomendei ;) estou ansiosa por ler ;)