terça-feira, 10 de novembro de 2009

Lua Nova

"Eu sabia que ambos corríamos perigo de vida. Mesmo assim, naquele instante, senti-me bem. Completa. O coração batia aceleradamente e o sangue corria-me, quente e veloz, nas veias.
Os meus pulmões encheram-se do doce aroma que emanava da sua pele. Era como se nunca tivesse havido um buraco no meu peito.
Sentia-me óptima - não curada, mas como se nunca tivesse existido qualquer ferida."

"Senti-me como se estivesse aprisionada num daqueles pesadelos aterradores, nos quais temos que correr, correr até os pulmões rebentarem, mas não conseguimos fazer o nosso corpo deslocar-se com rapidez suficiente...
No entanto, não se tratava de sonho algum e, ao contrário do que acontecia naquele tipo de pesadelos, eu não fugia para salvar a minha vida; corria para salvar algo infinitamente mais precioso.
A minha própria vida pouca importância tinha naquele dia."

Para Bella Swan existe algo mais importante do que a própria vida: Edward Cullen. Porém, estar apaixonada por um vampiro é mais perigoso do que alguma vez ela poderia imaginar. Edward já salvou Bella das garras de um vampiro maléfico, mas agora, à medida que a sua destemida relação ameaça tudo o que se encontra por perto e todos os que lhe são queridos, eles apercebem-se de que os seus problemas podem estar apenas a começar...

Podem ler aqui no blog da Risonha.

2 comentários:

Izabelle Costa disse...

Lendo, novamente, para a estréia do filme.

Roberta Granada disse...

Oi adorei essa postagem ,um feliz ano novo p\ vc e td a tua familia,beijokas.
http://agulhaetricot.blogspot.com
http://agulhaetricot.com