quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

O Codex 632


A American History Foundation contacta o Prof. Tomás Noronha e propõe-lhe que conclua a investigação que o Prof. Toscano fazia antes de morrer inesperadamente. Para Tomás, um jovem professor na Universidade Nova de Lisboa especialista em paleografia e criptologia, esta é uma oportunidade muito boa, tanto em termos financeiros como do ponto de vista profissional, mas as coisas nem sempre são o que parecem. Tomás descobre que no decorrer da sua investigação o Prof. Toscano havia descoberto algo muito importante sobre as origens do grande navegador das descobertas: Cristóvão Colombo. É assim que começa uma grande aventura que passa por vários países em busca do que realmente aconteceu na época dos descobrimentos.

Ao longo do livro são muitas as referências a autores, livros e documentos históricos, em determinada altura é um pouco maçador, mas é interessante saber que todos estes documentos existem realmente e que estão mesmo guardados nos locais que Tomás visitou, são genuínos e tão reais como o mistério que envolve as origens de Cristóvão Colombo. Lamento apenas um certo repetivismo na explicação de algumas teorias

Confesso que quando li o1º capítulo e me deparei com a descrição da morte inesperada do Prof. Toscano pensei que este livro fosse uma "imitação" do livro de Dan Brown "O Código de Davinci", mas "O Codex 632" segue por trilhos mais históricos que misteriosos, o que faz deste livro uma obra mais interessante, pois apresenta mais provas que suposições. Quem gosta de decifrar charadas e enigmas vai encontrar bons desafios.

Valeu a pena conhecer o Tomás, que além de ser um excelente historiador, é também chefe de uma família muito especial, ainda que a sua vida particular seja relegada para segundo plano ao longo de quase todo o romance.

Sobre o autor:
José Rodrigues dos Santos é professor universitário e jornalista na RTP.
Já publicou vários romances best-sellers.
Para escrever este livro, inspirou-se numa obra do historiador Augusto Mascarenhas Barreto: "Cristóvão Colombo - Agente Secreto de El Rei D.João II".

"O Codex 632" encontra-se editado em Portugal, Brasil, Espanha, Itália e Reino Unido.
Pode ler aqui no blog da Moonlight.

5 comentários:

risonha disse...

Já li mas confesso que, com a publicidade que se fez em volta do livro, fiquei um bocadinho desiludida.

moonlight disse...

Risonha: O JRS é um jornalista muito conhecido e isso ajuda a publicitar/vender livros mas também acho que a escrita dele é muito acessível.
Bjs

Noémia disse...

Ora, ainda bem que alguém posta alguma coisinha literária. Este blog anda muito parado.
Sócias preguiçosas!...Eheheheh!
Não li este livro por preconceito, suponho.Li a crítica na altura de que seria uma imitação do « Código DaVinci» e olha...nem comprei nem li!

Cláudia M. disse...

Também não li o livro.
Do JRS só li "A Filha do Capitão". Gostei do livro, mas tb neste caso acho que há um exagero na descrição de alguns factos históricos. E eu gosto bastante de romances históricos, mas o que é demais...

cupido disse...

Li e gostei. Bom entertenimento, escrita fácil e algum trabalho de casa. É uma boa variante aos policiais clássicos...